Quando eu era.


De tudo que me arrependo
Me arrependo mais de não te querer
Pois não te querendo deixei pra trás
Tudo que eu poderia ser.
Você me fazia ser sua deusa
Me fazia ser santa
Me fazia ser puta.
E de tanto me fazer ser
Eu cansei de me ser com você.
Me arrependo de não querer ser sua
Perdendo a parte que mais me era
Você
Que me era de noite e de dia
No riso e no pranto
No canto e, no entanto,
Meu peito te nega.
Se eu ainda fosse sua
Eu teria pra mim a parte que me perdi
Seria sua dama no lixo e na cama
Seu caso acabado
Que eu jamais permiti.
Me arrependo sem culpa
De agora me querer
E querendo reviver
Encaro a verdade:
Que sou uma metade!
Você é minha vaidade
E eu não me sou sem você.

(Lara Gay)


2 comentários:

Carol disse...

Que l-i-n-d-o!

Anônimo disse...

CARAMBAAAAA!!Li e me vi falando isso.. sou sua fã!

Tecnologia do Blogger.