Luto.


Meu luto veio numa tarde de segunda-feira.
Em estado de choque desligo o telefone e não choro.
Fico parada por longos minutos sentada no sofá sem mover um dedo, sem soltar a respiração.
A primeira lembrança que me vem à mente é o seu sorriso tímido e branco... muito branco... muito tímido... com o som de uma risadinha encantadora no final.
Ao invés de chorar, sorrio junto com a minha lembrança.
Um sorriso doído, talvez mais triste que a própria lágrima. Um sorriso contido, cheio de flashs, cheio de história, cheio de cheiros.
Sinto raiva daquela esquina.
Aquela mesma esquina tijucana que foi cúmplice das nossas madrugadas largadas sem destino. Aquela mesma esquina tijucana que registrou abraços de saudade e de despedida. Aquela mesma esquina tijucana que te leva... e me deixa.
Me deixa com sua voz falando baixo em meu ouvido. Me deixa com fotos velhas guardadas no baú. Me deixa com sua letra em meus cadernos. Me deixa com a sua cara de fúria quando alguém me magoava. Me deixa com tantas declarações de amor e tanto silêncio...
Me leva essa tortura, menino.
Meus minutos imóveis se acabam e desabo num choro compulsivo.
Hoje eu aceito esse aperto. Só hoje eu me permito chorar.
Porque hoje minha dor tem cor ... e nome.
André (Jambo), descanse em paz.

4 comentários:

Katy disse...

Ô Larinha... força, viu?!!
Deus é mais e tá guardando ele com CERTEZA! =)

Beijo no coração!

A. Le Savoldi disse...

Amiga, profundo...
Não sei nem o que dizer, fiquei com vontade de chorar.
Mas, vamos sorrir.
"Sorrir não significa necessariamente que você está feliz. Às vezes isto significa apenas que você é forte."
Abraço apertado da Le que te ama!

Manelzinho disse...

Lara! Polegarzinha!
É o manelzinho, da praça.
Acabei de receber essa notícia, e me lembrei de você. Tenho sua foto e com ele encontrava quase todos os dias voltando pela São Fco. Xavier..
Ao ler seu texto, nossa, fico sem palavras.
Ainda me sinto chocado como nossa vida é frágil, e como ele pôde ir.. Dessa forma triste, assustadora.

Descanse em paz Andrezinho, sua timidez me ensinava ouvir mais, e sua verdade fez uma amizade mesmo sem contato ser eterna!

Iris Cristyn disse...

Se foi em carne e ficou eternizado na memoria, em cada lembraça, em cada sorriso, em cada historia...

Pessoas falam, riem, choram, se importa, não ligam e de vários tipos de pessoas que passam pela nossa vida.. existem aquelas que fazem tudo ter sentido e valer apena...

Sei que palavras não vão faze lo voltar... Como não fizeram ninguem meu que ja se foi .-. mais lembranças vão faze lo e estão fazendo ele ficar contigo *--*

A tristeza se, torna saudade e a saudade o torna unico e eterno em ti <3

Tecnologia do Blogger.