20 de abril de 2011

Pesadelando...



Quando tudo não passar de um pesadelo, me nina enquanto choro?
A menina que eu sou se manifesta na solidão do apartamento
Apertando a boneca procurando um colo pra descansar
Cansada das esquinas tão perdidas que já caiu
Caindo no silêncio que se encontra em algum copo
Com um pouco de sono e muito de sede
Se der, me dê um beijo na face
Fazendo carinho nos cachos embaraçados pelo suor do sonho ruim
Ri de mim!
Pode rir da meia rasgada
Da camisola manchada
Engasgada de saliva eu me reviro pra te ver rindo
Vindo em minha direção com a proteção que eu tanto preciso
Nina a minha menina, menino?
Cuida dela e não se esqueça de mim?
Me toque sem medo
Me dando a certeza de que sou sua agora
Com a segurança dos olhos abertos
De um sonho real que se sonha acordado

(Lara Gay)

7 comentários:

Bruna Savaget disse...

identificação...
uma lindeza só.

Jéssica disse...

orgulho de voce.

Patrícia Rocha disse...

Lindo :)

Beijos Lunáticos para ti :*

Andressa Le Savoldi disse...

blue, era isso o que eu sentia... antes de encontrar meu par!

sempre linda vc.
orgulho ;)

ps. "amor, substantivo comum" lança em junho... é, um ano de atraso...rs tem uma poesia sua, da mi, da ju e da bru na "participação especial" !

beijos da flor.

Le Savoldi disse...

Pra vc, amiga:
http://andressale.blogspot.com/2011/04/menina-azul.html

:)

Raquel Consorte disse...

Perfeito!

Bruno Dantas disse...

lindo... triste?