18 de agosto de 2010

Duas


Bateu na minha porta com a mala na mão
Uma coragem tímida
Eu abri de peito aberto e dei de cara com a dor me sorrindo
Um silêncio sincero. Nada constrangedor. Sincero.
Abracei aquela vida tomando ela pra mim
Emprestei meu colo pros dias solitários
Minhas (milhares de) palavras pras noites de insônia
Aos poucos dividimos risadas, guarda-chuvas e contas
Passamos noites em claro devorando vícios televisivos
Devorando pizzas e brigadeiros
Transformando a monotonia em companhia
Fui aprendendo a ser duas, a ser mais...
Me ensinou a ler os olhos. A mudez da boca.
Me trouxe a paz perdida na desordem
Registros únicos. Focados no momento exato da alegria. Do movimento.
A disputa infantil de quem dorme primeiro
O “boa tarde” assim que os olhos se abrem ao meio dia
Roupas emprestadas. Histórias trocadas. Estradas cruzadas.
Conquistou o seu lugar
Cativou o inexplicável
Tem seus pedaços espalhados na ausência física
A mala foi fechada. Foi embora.
O barulho do silêncio irritante
Meus passos sozinhos pela casa
... É só saudade de ser duas.

(Lara Gay)

8 comentários:

Tolo Romântico Antiquado disse...

Nossa, sua verdade está fazendo renascer aminha, só tudo isso!!!
Momentos unicos e preciosos da vida poder se ver em alguem sem espelhos, só coração aberto e sinceridade...
Lindo isso. Gabriel Saint Anne

Katy disse...

Sou fã dos teus textos! =)

Beijo, minha gata!

Mário Liz disse...

ser duas ou ser um ... a UNIDADE de estar junto ...

Lara, você não imagina como eu fiquei feliz por ter tocado seu coração com o poema. É arrebatador saber que o que eu escrevo, de certo modo, toca a alma das pessoas.

E saiba que é recíproco ... gosto muito de tudo que vc escreve, sempre tenho o vislumbre de entrar em um oceano de cores claras quando eu passo por aqui. Mesmo quando a sua poesia chora, ela o faz de um modo sereno. Aliás, a sua alma não chora, ela serena...

Michelly Barros disse...

até eu senti saudades lendo esse texto. lindo, lindas.

Jso disse...

LIndo lara! To sem palavras...

Marta disse...

Chorei. TE AMO.

Xandy Britto disse...

Adoro sua poesia e já disse isso a Juliana. Bjokas. XB

Suélen Pelizzari disse...

Simplesmente lindo seu poema...como todos os outros!!!! Mesmo não te conhecendo já sinto q tua alma é boa só pelo modo como escreve...Bjão!!!
Suélen