juliana

"pequena menina (de) virgem
de vargem grande
a FON(te) SECA sem a sua presença
constante

me leva na (p)alma da mão
numa fala dA TUA aÇÃO
cura minha loucura na travessura da sua doçura
na raridade de uma amizade embriagada de lealdade

infinita essa beleza
(in)certeza inocente
Indecente esperteza
favorita confidente"

(Lara Gay)

8 comentários:

wantmore disse...

SAOOOO MARAVILHOSOS SEUS TEXTOS, PARABNÉNS

C. L. DeMedeiros disse...

Alma de poeta
pode ta'empoeirada
mas nunca perde o tom
de letras : balanço e beleza

Carlos

[KNUCKLES_MG] disse...

Para variar, belíssimas palavras! Seus textos levantam o astral de qualquer um! Beijão!

Daiane Braghin disse...

Lara, Lara...
que lindo ficou teu blog. Você na página inicial... lindona.
O conteúdo continua muito bom também. ^^

Beijão,
Daiane

gugupeixoto disse...

lindoooo

Xandy Britto disse...

Passei por aqui, querida. Bjokas! XB

Juliana Lohmann disse...

Tuas palavras me acalmam, seguram meu coração com mãos quentes... Você na minha vida é minha luz azul, minha guia, a menina borboleta que pega em minha mão e diz "vem comigo, no caminho eu te explico". Tua viagem me põe de volta em mim, entender você é compreender meus pedaços... Se tua pata se depena, você costura suas asas, uma por uma, na delicadeza que só teu ser de boneca em precipício pode conceder...
Obrigada por me acolher e me ensinar tanto... A menina do fonseca seria perdida sem teus braços de mãe.

Eu te amo muito.

Marcio Nunes disse...

ahhhhh que lindooo !

Tecnologia do Blogger.