Confusa(s)


A menina era confusa
Não entendia nada daquilo tudo
Preferia deixar a bela guiar seus passos
Já que seu caminho já era meio torto
Se sentia segura naquele sorriso
Sem motivo
Ia se perdendo naquela vida
Se encontrando na sua alma
A bela guardava a menina no colo
Protegia suas dores com a força de um olhar
Dava sentido pro sem sentido que tomava sua rotina
Ciumenta menina carente de abraço
Guardava sua angústia no silêncio de uma noite
Aguardava o sorriso pra cuidar daquele pranto
Ensurdecia na espera da bela voz que a acalmava
Dormia no vazio
Se preenchia ao acordar
Desculpas pelo que não se sabe explicar
“Cuida bem de mim”, pedia a menina
Só isso
Mas a bela era confusa
Não entendia nada daquilo tudo

(Lara Gay)

6 comentários:

martha disse...

“Cuida bem de mim”, pedia a menina
Só isso
Mas a bela era confusa
Não entendia nada daquilo tudo

Nunca me identifiquei tanto com um texto como foi com esse.
Nem preciso dizer mais nada.

Thais*Menina dos olhos de Deus disse...

''...Ciumenta menina carente de abraço
Guardava sua angústia no silêncio de uma noite
Aguardava o sorriso pra cuidar daquele pranto...''

*---* Lariiinha amooo seus textoooos'
Sempre a gente acaba se identificando com algumas partes...

Parabéns lindooona =)

Beta Profice disse...

E é assim, em meio às nossas confusões, que perdemos pessoas, oportunidades e acabamos nos perdendo...Eu inventei minhas próprias cápsulas de soluções e coragem. Prefiro os efeitos colaterais à saudade, sabe? =) Adoro esse lugar!!! beijo* E ó...não se perca...nem sempre a gente precisa entender!!!

Belinha Lopes disse...

A Bela te ama, menina.

Xandy Britto disse...

Vou sempre passar por aqui também, querida. Obrigado pelo comentário! Temos que nos ler, temos amigos em comuns! Se nos curtirmos, criamos um movimento na net! Tô sempre lendo o da Ju tb! Bjokas! Tô seguindo e está indicada na minha lista de blog! Bjokas! XB

gugupeixoto disse...

Estou te seguindo! estou começando a colocar minhas loucuras aqui tb.

te adimiro!

bj cabeça

Tecnologia do Blogger.