Eu Você e a Lua

Eis que surge a lua nova
Imperceptível na sua sombra
Discretamente assombra o fundo de uma garrafa de vodka
Eu e você.
Ela cresce no meio de um nada perdido em mim...
... em outras...
... em todas.
Ela cresce no meio de tudo que você não quer
Evita
Foge
Nega
Chega doce se enchendo do seu vazio
Ofusca
Cega
A lua
Se enche cada vez mais de todo o nada que eu to cheia de me esvaziar
Eu e você.
Cresce cada vez mais
A lua
Mingua cada vez mais
Eu...
... e você.
Mingua
No seu medo infantil se esconde atrás da lua
Pra não acordar nunca...
... Mais!

(Lara Gay)

4 comentários:

Daiane Braghin disse...

Lara,
fiquei contente ao saber que gostou da adaptação. Sabe, né, tem gente que não gosta que mexam/alterem suas obras. Mas só usamos o que gostamos, o que julgamos ser bom, não é verdade? =D
Quanto ao sonho, olha, sonhos são meio sem noção por natureza. Esse não fugiu a regra, rs.
Engraçado que fizemos esta adaptação há quase um mês, e tive este sonho semana passada. Meu inconsciente tá meio atrasado, tá lento. Ô, dó! rs

Beijos,
Daiane

Le Savoldi disse...

"Ela cresce no meio de um nada perdido em mim...
... em outras...
... em todas."

ADOREI, borboleta linda!

umadolescentenormal disse...

Laraaaaa ameii tudoo, nossa tenho uma amiga a Priscila, ela escreve muitoo bem também, poemas e poesias...

você tem muitoo talentoo bjs!
Camila Suzan ;D

=] disse...

Oi ...
bom.. vim aqui lhe dzr que adoro seu blog, que venho aqui smp, q sinto um pouco de mim qndo leio suas poesias e crônicas ...
ah virei sua ''seguidora'' rs
qndo quiser, passa lá no meu tmb. comecei ano passado, postei duas vzs, parei e voltei agora ...
é isso . ;)

Tecnologia do Blogger.