Descoberta!

Um tropeço
Uma pergunta
Dois sorrisos
E uma noite inteira de cumplicidade
Eu descobri o que nos liga!
São todos esses anos de trocas sem críticas
De berros sem receios
Nós sempre nos aceitamos exatamente assim...
... loucos, bêbados, mas lúcidos.
E ali estávamos nós
Sóbrios
Esperando que o sol não nascesse
Contando cada vez mais nossos contos reais
Nossos fatos sonhados
Olhando nos lábios
Sorrindo nos olhos
Querendo devorar um detalhe perdido
Nunca percebido
Quase impossível
Te conto sem graça o segredo do meu pulso
Jamais revelado pra ninguém
A minha lógica bêbada de um fim de semana de abril
Você ri comigo sem me condenar
E me ajuda a decifrar o enigma com um outro ponto de vista
É porque é você!
É porque somos nós!
E até quando o eclipse tenta cobrir nosso momento
Eu te dou uns tapas na cabeça
Te dou minha mão suada
E mostro que é seguro esse nosso porto com luz
Com sinceridade
Com defeitos
Com história
É leve estar ao seu lado
Eu sou inteira e completa
Minhas metades ficam largadas numa esquina qualquer
As dores se perdem no som das risadas
O relógio para pro aconchego do nosso abraço
Eu seguro suas garras
Você me salva das minhas
E assim o nosso elo se mantém.

Eu descobri o que nos liga:
O prazer do nosso silêncio juntos
Obrigada!

(Lara Gay)

4 comentários:

jessicadeverdade disse...

Amei o texto, que cumplicidade gostosa...Seu livro tá demais!
Aplausos a "ela" e a "eu", à outra dou aplausos e sorrisos...
té mais

Sara disse...

e que lindo o som do silêncio...a dois fica sons e cores...beijinhos

Juliana disse...

'' Você ri comigo sem me condenar
E me ajuda a decifrar o enigma com um outro ponto de vista
É porque é você!
É porque somos nós! ''

te amo ♥

Le Savoldi disse...

Esses momentos de leveza (e silêncio, porque o silêncio contém todas as palavras) é que valem...

LINDA!

Tecnologia do Blogger.