A Guria do Flash


Atrás daquela câmera existe um mistério
Olhos doces com um sorriso frágil
Perguntas intermináveis em gestos delicados
Um inexplicável mundo de luzes e imagens
Nada escapa de sua lente
Nada foge do seu domínio
A guria do flash invade a casa
Devora flores
Remexe em almas
Decifra línguas
Completa cores
São tons pastéis em ondas amareladas
São fascinantes olhares indecifráveis
Um anjo enigmático
Um touro delicado
Uma princesa voraz
A guria do flash deixa marcas no silêncio
Deixa a dúvida do seu tom
Ela passa discretamente levando encantos e registros
Suas pegadas na areia e o vazio no infinito
Procura-se negativos
Alguma pista de sua passagem
Uma metade de um instante
Suspiros de um retrato
Nada.
Nem sinal dos olhos dela por aqui

(Lara Gay)

2 comentários:

ANDRÉ PIMENTEL disse...

Que coisa linda! Me segue também, polegarzinha! Beijos

Marcelo Mayer disse...

poesia lisérgica!

Tecnologia do Blogger.