17 de outubro de 2009

dia branco


num dia qualquer, desses que tudo parece cinza e triste, três vidas se esbarraram.
eram três balanços numa praça vazia.
eram três feições abatidas e sem esperança.
eram três meninas buscando alguma coisa.
o silêncio de um fim de tarde chuvoso misturado com o barulho enferrujado do vai e vem dos três balanços.
elas se entreolharam
uma moeda de um centavo caiu do bolso da saia de uma delas e as três começaram automaticamente a procurar a moedinha no meio da areia molhada da praça.
ficaram ali, por uns cinco minutos, cavando, remexendo, jogando areia pro alto...
não trocaram uma palavra sequer.
uma delas achou a moeda.
uma alegria infantil iluminou aquele espaço nublado e as três começaram a bater palmas. Riram... riram... riram... Riram muito alto e juntas, imundas, com os cabelos embaraçados e com areia até na boca.
a moeda tão esperada foi isolada no chafariz.
como numa brincadeira de pique, elas correram pra beirada pra ver aquele um centavo afundar junto com a suave garoa que caía no momento.
uma delas se debruçou o máximo que pôde, não queria perder nem um segundo daquela cena delicada de filme americano... se debruçou mais... e mais... a moedinha tava sumindo... e mais...
caiu na água!
as outras duas levaram um susto.
silêncio.
de repente surgiu a menina encharcada do chafariz jogando água pra todos os lados, com uma felicidade avassaladora...
todas pularam!
uma guerra amigável começou naquele chafariz...
eram sorrisos, berros, água e muita alegria se expandindo pela praça cinzenta naquele dia qualquer.
eram três filhas únicas.
acho que elas acharam o que estavam procurando.

(Lara Gay)

ps. foto por patricia lima

5 comentários:

Joyci Dias disse...

Como diria Caio: Num deserto de almas também desertas, uma alma especial reconhece de imediato a outra

Ou as outras, no caso.


O Texto traz alegria, suas palavras são capazes de contagiar. Você não imagina o bem que me faz, por fazer bem a ela. Ela, ela, ela... você sabe, não sabe?

Marcelo Mayer disse...

"...Três doses de vodka que me trago
São três fotografias com abraços
Três partes que se entrelaçam..."

Michelly Barros disse...

pro que der e vier comigo.

amo vocês

Marcelo Mayer disse...

acho que irá gostar
a michelly pelo menos aprovou rs

http://cransauce.blogspot.com/2009/10/meninas-do-rio.html

bjs

Sentilavras disse...

Que texto mais fofo! Lembrei vagamente da minha infância...