a visita


essa noite você me visitou.
ao me deparar com a sua imagem escondida pelos meus olhos saudosos, suei frio.
minha vontade foi de atravessar a rua como sempre, mas continuei e sentei na mesa ao seu lado.
observei suas expressões por um tempo.
uma mistura de amor e ódio tomou conta de mim e abracei firme meu cachorro com a intenção de aliviar a sensação.
você sorria muito ... mas eu não conseguia ouvir a melodia da sua risada.
será que já esqueci o seu som?
você me viu.
todos sumiram de repente.
eu não desviei o olhar.
você parou de sorrir.
por um segundo pensei que se levantaria e partiria, como de costume.
não. você ficou me olhando.
essa troca de olhares foi o suficiente pra acalmar minha alma.
uma troca de paz, carinho e perdão... em silêncio!
eu ouvi seu coração pulsar através dos seus olhos.
às vezes as palavras traduzem tão pouco o que realmente queremos dizer.
você sorriu de novo e disse “eu te esperei todo esse tempo!”
pegou meu cachorro no colo como se o conhecesse plenamente.
fez carinho em sua barriga.
pegou na minha mão e nos levou junto contigo.
nada mais foi dito.
seguimos nós três, juntos, num caminho deserto, cheio de árvores, pássaros e futuro.
um sonho lindo.

(Lara Gay)

2 comentários:

Amores, insonias e aspirinas disse...

sonhar, realmente não custa nada!!

Juliana Lohmann disse...

Esse sonho é do tipo que quando a gente acorda dá vontade de sonhar na vida real também...
Esse texto me deu vontade de sonhar!

Tecnologia do Blogger.